Lavagem de ouvido: qual o objetivo e como realizar

Todo mundo em algum momento já realizou a lavagem de ouvido em casa usando cotonetes e um processo rápido e descomplicado. Entretanto, esse tipo de processo não é indicado, e precisa ser tratado com seriedade.

Um dos grandes perigos de uma lavagem no ouvido feita de maneira errada, por exemplo, é prejudicar a audição. É importante ressaltar que o errado não é realizar em casa, mas sim da maneira errada, o que acarreta em uma série de problemas futuramente.

Apesar de possuir um mecanismo de autolimpeza, os ouvidos precisam passar por cuidados de limpeza de forma recorrente. Afinal, nem sempre as limpezas automáticas vão suprir a necessidade.

O que é a lavagem de ouvido?

lavagem de ouvido

A lavagem de ouvido vai funcionar como um removedor de cera e outras sujeiras no ouvido dos pacientes. Nesse caso, estamos falando de sujeiras acumuladas com o passar dos anos.

Um ponto de atenção importante está em saber quando a lavagem indicada. Por exemplo, caso o incidente seja um objeto no canal auditivo, a lavagem de ouvido não serve e pode ser prejudicial.

Nesse caso, o correto é procurar ajuda de um otorrinolaringologista.

Atualmente, existem diversas formas de realizar a lavagem de ouvido, mas é preciso estar atento às particularidades de cada procedimento. Por exemplo, é possível usar duas gotas de óleo mineral diretamente no ouvido.

Da mesma maneira, o uso de medicamentos não é descartado.

Qual o objetivo da lavagem de ouvido?

lavagem de ouvido caseiro

De maneira geral, a lavagem de ouvido busca reduzir perigo de lesão ou alteração na área auditiva do corpo. Dessa forma, estamos falando das consequências quando se tem uma quantidade grande de cera acumulada no ouvido.

Ou seja, estamos falando de um processo de prevenção, principalmente para evitar que evolua para situações mais sérias e complexas. Além disso, a lavagem feita da maneira correta também é usada para retirar insetos da parede do ouvido.

Assim, podemos definir o objetivo como sendo a redução de lesão ou alteração no canal auditivo em decorrência do acúmulo de certa. Além disso, a lavagem também pode ser usada para melhorar casos de dor de ouvido ou perda auditiva parcial.

Como é realizada a lavagem de ouvido?

É importante ressaltar que antes de qualquer procedimento, o primeiro passo é realizar consultas com um otorrinolaringologista, para verificar a necessidade – ou não – da lavagem.

medico de ouvido

Assim, tendo o aval do profissional, o procedimento pode ser realizado ali mesmo, se for o caso. Para isso, o médico precisa possuir os equipamentos necessários e ter experiência na realização, já que descuidos podem causar problemas ao paciente.

Em geral, trata-se de um procedimento sem dores, apenas desconforto em alguns momentos e para algumas pessoas. No entanto, a cera localizada no ouvido pode ser determinante para a realização.

Já que, caso a cera esteja muito densa e impossibilite a retirada, será necessário que o paciente tome medicamentos para suavizar a textura. Atualmente, o medicamento usado é chamado de ceruminolíticos.

Caso seja necessária essa intervenção com medicamentos, o próprio profissional faz a estimativa de prazo para que ocorra o efeito esperado. Assim, assim que finaliza o período, o paciente pode retornar ao escritório para retirada total.

O procedimento quando feito em escritório ocorre em três fases:

  1. Aspiração: inserção do bulbo para sucção
  2. Curetagem: curetas e ganchos para remover cerume
  3. Lavagem: seringa com soro fisiológico morno.

Lavagem de ouvido dói?

A lavagem de ouvido pode doer um pouco, isso pode variar da quantidade e da textura em que a cera interna se encontra.

Lavagem de ouvido caseiro funciona?

Como já falamos anteriormente, a lavagem de ouvido caseiro não é recomendada, e sim com profissionais capacitados e com as ferramentas necessárias. Mesmo assim, em alguns casos isolados, essa limpeza em casa acaba sendo permitida.

Assim, estamos falando de pessoas que possuem esse acúmulo de cera de maneira recorrente, inviabilizando a ida constante para o escritório. Dessa forma, é realizada em casa a irrigação com bulbo.

O processo inicia com a abertura do canal auditivo, virando o ouvindo e puxando a parte superior da orelha. Com isso, sem empurrar a seringa muito para dentro, o paciente pode colocar a ponta da mesma, com bulbo, na entrada do ouvido.

Posteriormente, já é possível pressionar a seringa para que a água morna entre no ouvido. Após isso, basta esperar um minuto e deixar a água sair naturalmente virando a cabeça para o outro lado.

Com a água suja fora do ouvido, o paciente deve secar a orelha onde realizou o procedimento, usando toalhas macias. Além disso, pode ser utilizado ainda um secador de cabelo, em baixa temperatura.

O ideal é tentar esse procedimento apenas três vezes e, caso não obtenha sucesso, o correto é buscar ajuda de um profissional.

Riscos da lavagem

como fazer a lavagem no ouvido

Independente de realizar o procedimento em casa ou no escritório, existem alguns riscos que você corre ao realizar esse procedimento. Claro que a segunda opção apresenta uma possibilidade menor de erros.

Assim, os principais riscos encontrados são:

  • Infecção: a infecção vai ocorrer normalmente pela falta de secagem adequada após o procedimento. Por isso, é de extrema importância a etapa de retirada da água do canal;
  • Perfurar tímpano: quando a lavagem não é realizada por profissionais capacitados, é um risco alto. Nesse caso, ocorre quando sem querer a cera do ouvido é empurrada para dentro, ao invés de ser retirada.
  • Vertigens: ao jogar água e outras substâncias no ouvido, é natural que os líquidos se misturem com o que já existe lá dentro. Com isso, acaba ocorrendo casos de vertigens.
  • Perda de audição: inflamação direta no ouvido causada por algum processo feito de maneira indevida.

Todos os riscos apontados são ainda maiores quando um paciente decide fazer limpezas recorrentes e com curso espaço de tempo. Quando, na verdade, retirar por completo a cera pode ser prejudicial a saúde.

Além de ter os riscos para o momento após a cirurgia, existem algumas restrições já antes da realização do procedimento. Nesse caso, contraindicações para pessoas que:

  • Possuem tímpano perfurado;
  • Infecção de ouvido;
  • Dor intensa;
  • Diabetes;
  • Doença com fraqueza ao sistema imune

Ou seja, o ideal é estar atento aos cuidados médicos e, principalmente, evitar realização de procedimentos fora do ambiente hospitalar. Nesse caso, optando pela lavagem de ouvido caseiro manual, o ideal é ter sempre o aval do profissional responsável pelo processo.

Esse artigo te ajudou? Deixe seu voto!

0 - 0

Obrigado pelo seu voto!

Desculpe, mas você ja votou!