Tendinite no ombro: quais as causas? Tratamentos indicados

Das condições mais comuns, a tendinite é uma das mais vistas diariamente principalmente entre pessoas que realizam atividades muito repetitivas. Assim, no artigo de hoje vamos falar um pouco sobre a tendinite no ombro.

Os braços são partes muito usadas por quase todas as pessoas, principalmente com quem trabalha diariamente com os mesmos, como pintores, por exemplo. Dessa forma, acabam sendo muito exigidos e muitas vezes de forma anti-natural.

Com isso, o corpo começa a dar as respostas e a exigir um repouso mais longo para conseguir se recuperar totalmente. Nesse caso, quais seriam os tratamentos indicados para a tendinite no ombro?

O que é a tendinite no ombro?

A tendinite no ombro ocorre quando os tendões do ombro ficam inflamados causando dores constantes e de grau médio para forte. Em geral, costumam ficar piores a noite, quando o corpo relaxa e não existe mais uma adrenalina correndo no mesmo.

Não existe uma predominância de lado para a tendinite, podendo ocorrer de qualquer lado e muitas vezes em ambos os lados. Assim, ainda temos a divisão de uma tendinite natural e uma tendinite crônica, condição mais complicada de ser tratada.

Por isso, é uma daquelas lesões que precisam ser tratadas de forma prévia ou de forma rápida, para evitar uma complicação que pode causar uma grande dor de cabeça. Assim, em geral, o tratamento mais tradicional costuma ser suficiente para que a dor seja paralisada.

tendinite no ombro

Por outro lado, para atletas e competidores a tendinite no ombro costuma causar bastante preocupação, já que são pacientes que usam os braços de maneira intensa. Dessa forma, é realizado um tratamento também mais intenso de forma que evite ao máximo a necessidade de uma cirurgia.

Principais causas da tendinite no ombro

Como qualquer condição que diz respeito ao lado físico e apenas muscular, a tendinite no ombro é resultado de algum tipo de esforço muito intenso no braço. Além disso, caso sejam realizados movimentos repetitivos, também pode ocorrer a tendinite.

Junto a isso, ficar com o braço por muito tempo parado em uma posição anti-natural também pode causar o problema, como por exemplo a posição de dormir. Nesse caso, é preciso tomar cuidado quanto a postura que se vai passar muitas horas a noite.

No que diz respeito as atividades físicas, praticar esportes como vôlei e natação ou realizar atividades de musculação também deixam o ombro suscetível para a tendinite. Para isso, o praticante deve realizar um uso mais intenso de elevação.

Na verdade, nem precisa de muito para estar sujeito a tendinite no ombro, já que professores, por exemplo, também podem possuir a condição apenas pelo trabalho que exercem. Com isso, é possível perceber que é algo bem mais comum do que parece ser.

tendinite no ombro com dor

Em geral, a tendinite é causada por esse tipo de ação repetitiva e intensa demais, que não é natural para os tendões do ombro e acabam causando um desconforto muscular. Nesse sentido, não é tão difícil de ocorrer e acaba acompanhando muitos atletas durante a carreira.

Diagnóstico da tendinite no ombro

Para que ocorra o diagnóstico, são normalmente realizados exames de imagiologia. Nesses exames, o médico consegue ver se existe algum comportamento no ombro que não é esperado.

Em geral, a tendinite no ombro não é difícil de ser diagnosticada, normalmente seu quadro de sintomas é bem característica. Junto a isso, pode ser realizada uma ecografia do ombro, um exame complementar para descartar outras possíveis condições.

Outro exame que pode ser feito é a ressonância, exame bem tradicional para diversas condições, sendo usado quando de alguma forma o tratamento não funcionar. Ou seja, atua como um exame para saber se existe um problema maior que a tendinite que possa estar causando as dores persistentes e, principalmente, a falha no tratamento.

Como é o tratamento da tendinite no ombro

Por ser um problema muito físico e ligado principalmente ao esforço extremo, o primeiro passo no tratamento é o repouso completo para descansar as articulações. No entanto, não é preciso engessar ou tratar com imobilização, apenas o repouso já é suficiente.

tratamento medico

Normalmente, o que se pede é que o paciente evite de refazer os movimentos que possam causar dor ou piorar as condições. Ou seja, nada de exercícios físicos ou movimentos repetitivos.

Como existe a inflamação nos tendões e um problema muscular, o uso de anti-inflamatórios também é essencial para garantir uma boa recuperação, no caso, os não esteroides. Geralmente, os medicamentos são fortes e precisam de prescrição médica.

Caso o uso não seja da forma adequada, alguns efeitos colaterais dos medicamentos são:

  • Úlceras;
  • Hemorragia digestiva alta;
  • Elevação da tensão arterial.

Ou seja, o que era apenas um problema muscular vira um grave problema de saúde. Por isso, os medicamentos devem ser usados apenas como um suporte para auxiliar no tratamento e não devem ser consumidos de maneira intensa.

Em casos mais graves, onde o paciente nem sequer consegue dormir pelas dores sentidas, são normalmente passados corticoides para tentar cessar as dores e aliviar as tensões. Para isso, o paciente ingere de forma oral ou por aplicação de infiltrações.

Por ser mais forte no organismo, essa aplicação faz com que as dores sejam interrompidas quase que imediatamente. Entretanto, seu teor de ser mais forte também exige um cuidado maior para a ingestão.

Além disso, existe ainda a contraindicação para os corticoides, nesse caso, pessoas que possuem diabetes devem evitar esse tipo de remédio.

Por fim, o tratamento da tendinite passa pela fisioterapia, que ajuda o paciente a retomar os movimentos naturais do braço evitando as dores. Da mesma forma, ajuda a recuperar as amplitudes de articulação.

Cirurgia

Tendinite no ombro: quais as causas? Tratamentos indicados 1

A artroscopia, cirurgia realizada para tratar casos no ombro, como a tendinite, é raramente usada e quase nunca se faz necessária. Entretanto, para casos mais graves, acaba sendo o último caso acionado.

Por ser uma cirurgia e, de qualquer forma, invasiva ao corpo, o ideal é que se tente primeiramente os tratamentos convencionais. Normalmente, apenas os remédios e o repouso já costumam surtir efeito.

Caso não ocorra a melhoria, a cirurgia passa a ser a opção final para o tratamento.

Agora veja essas dicas de um ortopedista no vídeo, para quem tem tendinite no ombro:

Esse artigo te ajudou? Deixe seu voto!

0 - 1

Obrigado pelo seu voto!

Desculpe, mas você ja votou!