Andrologia: o que é e qual a atuação?

A andrologia, levando o termo ao pé da letra, significa estudo do homem, ou seja, é uma especialização focada na saúde masculina. No entanto, ainda é pouco conhecida e principalmente aproveitada.

A grande maioria dos profissionais estão localizados em grandes cidades do país, fazendo com que muitos achem que tudo se resolve com o urologista. Porém, não é a mesma coisa e é sobre isso que vamos falar a seguir.

O cuidado da saúde do homem é sempre um assunto delicado pela dificuldade de falar sobre isso. Consequentemente, casos que poderiam ser simples viram grandes problemas de saúde pela demora de diagnóstico.

Pensando nisso, no artigo de hoje vamos falar mais sobre a Andrologia, sua definição e quais os problemas de saúde que visa tratar. Com isso, fica mais clara a diferença entre as especializações voltadas a saúde masculina.

andrologia o que é

Em geral, estamos falando sempre do mesmo foco, mas atuando em áreas distintas, o que influencia diretamente os tratamentos específicos. Por exemplo, é papel do andrologista tratar de câncer de próstata.

O que é andrologia?

Um médico andrologista atende apenas homens sejam eles cis ou transgêneros, ou seja, possuem a mesma atuação de um ginecologista para mulheres.

A andrologia é uma especialização médica focada em toda a parte de saúde sexual do homem, além de estudar sua reprodução. Nesse caso, é um tratamento mais diferenciado.

Geralmente ocorre uma confusão natural entre andrologia e urologia, mas existe uma diferença pequena e muito importante entre as áreas. Diferente da andrologia, a urologia não vai tratar diretamente da saúde sexual do homem.

Na urologia, o foco está no sistema urinário, o que consequentemente faz com que atenda casos relacionados ao aparelho reprodutor masculino. Entretanto, é possível perceber por exemplo que esse mesmo urologista atende o público feminino.

Andrologia: o que é e qual a atuação? 1

Com isso, fica claro que muitas pessoas acham que é função de um urologista o que, na verdade, é função de um andrologista. No entanto, pela falta de médicos nessa especialidade, essa dificuldade de enxergar a diferença é bastante comum.

Por conta disso, agora que você já conhece mais sobre as duas áreas, é possível se encaminhar ao médico correto, e ter um tratamento adequado. Normalmente, médicos andrologistas estão nos grandes centros.

Problemas de saúde tratados por um andrologista

Historicamente existe um grande tabu quando o assunto é cuidado masculino, indo totalmente no oposto do que é a saúde para a mulher. Por isso, muitos homens sequer sabem que a Andrologia existe.

Nesse caso, estamos falando de perder uma grande chance de realizar consultas preventivas. Dessa forma, as consultas seriam capazes de identificar problemas de forma antecipada, aumento as chances de recuperação.

Por ser uma especialidade que não é muito debatida, é natural que muitas pessoas sequer saibam o que um médico andrologista trata. Dessa forma, os principais problemas, doenças e condições tratadas são:

01. Disfunção erétil

De maneira geral, a Andrologia tem um foco muito forte no que diz respeito a condições sexuais para o homem. Em sua maioria, disfunção erétil.

Apesar da disfunção ser o principal, ainda existem outras condições tratadas aqui, como a própria ejaculação precoce ou retardada. Nesse sentido, é um dos principais profissionais para auxiliar nesse tipo de condição.

Atualmente, esse problema atinge mais da metade dos homens que possuem mais de 40 anos. Mesmo assim, ainda é considerado um tabu falar sobre isso, o que faz com que provavelmente esse número seja ainda maior.

Com a consulta, o andrologista pode indicar tratamentos mais adequados e muitas vezes apenas a mudança de hábitos já é suficiente.

02. Problemas de fertilidade

Andrologia: o que é e qual a atuação? 2

Um tema não muito discutido entre homens é a infertilidade, visto que normalmente apenas a mulher realiza esse tipo de exame. Pensando nisso, é comum que muitos homens sequer saibam que possuem algum problema.

Normalmente, a grande maioria dos casos de infertilidade são ocasionados por conta de um mau funcionamento das veias, chamado de varicocele. Assim como nos problemas de disfunção, a procura ainda é baixa por tratamento.

Até o momento, menos de 20% dos homens examinados apresentaram problemas relacionados a fertilização. O número pode significar uma baixa incidência, mas o mais provável é que a amostra de retirada não tenha sido alta.

03. Próstata

Doenças relacionadas a próstata sempre são motivo de muita preocupação, principalmente doenças mais sérias. Afinal, são causas comuns inclusive de óbito para o público masculino.

Essa complexidade ocorre principalmente pela demora em descobrir que existe algo a ser tratado. Com isso, acaba sendo descoberto já com muitos anos de vida, naturalmente mais difícil de se tratar.

A principal causa de morte entre homens é exatamente o câncer de próstata, que muitos homens só realizam o teste após os 50 anos. Ou seja, quando o teste é ofertado abertamente.

É comprovado cientificamente que o diagnóstico precoce aumenta consideravelmente as chances de cura ou de uma vida mais tranquila. Por isso, a andrologia é extremamente importante e precisa ser difundida.

04. Problemas hormonais

medico atendimento

Os hormônios masculinos, como a testosterona, são envolvidos no grupo de andrógenos. Nesse sentido, são hormônios responsáveis por dar aos homens as características típicas do sexo, como:

  • Barba;
  • Massa muscular;
  • Voz em tons mais grossos que o feminino;
  • Estruturas corporais;

Quando ocorre algum tipo de deficiência, acaba gerando diversos problemas de saúde. Afinal, estamos falando de hormônios que determinam uma vida normal para os homens.

Dessa forma, a ausência de diagnóstico e de tratamento pode acarretar principalmente uma série de problemas no futuro. Naturalmente, causam uma velhice um pouco mais difícil, portanto caso apresente algum problema citado acima, procure um médico especializado em Andrologia.

Esse artigo te ajudou? Deixe seu voto!

1 - 0

Obrigado pelo seu voto!

Desculpe, mas você ja votou!