7 cuidados ao colocar piercing na orelha

Atualmente, o piercing na orelha é um acessório extremamente comum, principalmente entro o público mais jovem. Assim, a procura aumenta cada vez mais, fazendo com que muitas pessoas deixem alguns cuidados importantes de lado.

É importante entender que, apesar de simples, colocar piercing na orelha segue sendo uma intervenção corporal e direta. Ou seja, precisa dos cuidados necessários.

Pensando nisso, elaboramos um artigo com todos os cuidados que precisam ser tomados para que tudo ocorra da melhor maneira possível. Em geral, os cuidados vão desde a escolha do local até o tratamento pós-perfuração.

Mesmo assim, em caso de infecção ou de problemas com o piercing, o ideal é que se busque na mesma hora ajuda e orientação do profissional responsável. Posteriormente, busque a orientação médica para entender a gravidade do problema.

Na grande maioria dos casos, os problemas costumam ser simples e podem ser resolvidos com o próprio profissional. Entretanto, para evitar que se transforme em algo sério, é preciso que seja feita essa procura assim que o problema for identificado.

Os cuidados, servem para todos os tipos de piercing na orelha, vejamos quais deles existem no dia de hoje:

Quais os tipos de piercing na orelha?

No total, são 11 opções de furos para colocar piercing na parte da orelha. Veja abaixo, onde cada um é colocado:

tipos de piercing na orelha
  • Tragus
  • Anti-tragus
  • Hélix
  • Anti-hélix
  • Lóbulo (tipo mais comum, é a perfuração do brinco tradicional)
  • Lóbulo transversal
  • Conch
  • Snug
  • Industrial ou transversal (é necessário fazer duas perfurações)
  • Rook
  • Daith

Agora veja os cuidados que você deve tomar, antes e depois de colocar o piercing na orelha, para que tudo dê certo.

Como cuidar do piercing na orelha

1. Escolha do estúdio

Absolutamente tudo vai começar no local onde você escolhe para colocar o piercing na orelha. Nesse caso, a indicação é que se busque um estúdio especializado no assunto, principalmente entendendo a gravidade da lesão se algo der errado.

Pensando nisso, esse tipo de perfuração não deve ser realizado em qualquer lugar ou com qualquer pessoa, por isso, escolha bem o local e o profissional que irá atender. Além disso, em hipótese alguma opte por realizar o procedimento sozinho.

Não só pelo processo natural da perfuração, mas escolher um bom profissional é essencial para aliviar o momento do procedimento. Por exemplo, quando se faz da forma correta, a dor que o paciente sente é muito menor do que um procedimento feito de maneira errada.

Dessa forma, opte sempre por estúdios já conhecidos e que você possua depoimentos de outros clientes, como forma de validar o trabalho realizado.

2. Joia de qualidade

7 cuidados ao colocar piercing na orelha 1

Infelizmente, muitas pessoas acham que o material usado no piercing na orelha não influencia em muita coisa. No entanto, é o exato oposto disso.

Para que o procedimento ocorra bem, é necessário que o cliente tenha um cuidado grande e longo na escolha da joia que irá usar. Para isso, normalmente existem opções mais em conta como peças banhadas em metal nobre.

Independente do valor da peça, a indicação é que se busque as contraindicações para cada material, além de avaliar se você mesmo não possui uma alergia ao material usado.

3. Local da perfuração

7 cuidados ao colocar piercing na orelha 2

Um dos maiores influenciadores da dor na hora de colocar o piercing na orelha é o local onde se deseja furar. Naturalmente, existem lugares que vão ser mais difíceis e, consequentemente, mais doloridos.

Por isso, entendendo que toda a cartilagem do ouvido pode ser usada, variando pela quantidade de pele e músculos presentes em cada local. Assim, também varia, naturalmente, a dor que pode causar no momento do procedimento.

O local também deve levar em consideração a cicatrização.

4. As mãos

Após a perfuração, é natural que precise mexer no local para higienizar, ajustar, ou qualquer ação direta onde ocorreu o procedimento. Entretanto, esse tipo de ação pode ser prejudicial se não for realizada com cuidado.

Para colocar as mãos em uma perfuração de piercing na orelha, o ideal é que se higienize as mãos com cuidado antes de manusear o local. Com isso, se torna mais seguro o manuseio para evitar sujeira e, consequentemente, infecções no local.

Afinal, é de conhecimento geral que infecção em perfurações pode causar danos graves a saúde.

5. Higienização do local

7 cuidados ao colocar piercing na orelha 3

No mesmo pensamento da higienização das mãos, temos a higienização do local propriamente dito. Primeiramente, existe a lavagem do local usando sabonete neutro e bastante água.

Um ponto importante é optar pelo sabonete líquido, já que o em barra acaba soltando alguns pedacinhos durante a passagem. Ou seja, acaba não adiantando muito e pode causar infecções da mesma forma.

Com o líquido, essa preocupação não existe e fica mais simples a lavagem, podendo já esfregar diretamente no local. Além disso, opte sempre por um soro fisiológico para passar depois da lavagem com sabão, usando um algodão simples ou uma cotonete.

6. Vestimenta e cabelo

7 cuidados ao colocar piercing na orelha 4

Nos primeiros dias após a perfuração, o local fica bastante sensível e propício de dores que podem incomodar bastante. Por isso, o ideal é que se tenha cuidado ao realizar ações simples do dia a dia.

Por exemplo, ao se vestir, evite nos primeiros dias camisas com a gola muito apertada, que passe apertando a orelha. Afinal, além de doer, pode se prender ao piercing e causar algo ainda pior.

Mesmo assim, caso opte por usar, tenha cuidado e faça com a menor velocidade possível.

Outro cuidado importante está principalmente para as pessoas que possuem cabelos grandes. Nesse caso, o maior perigo está no pente ou escova se prenderem ao piercing, fazendo com que o mesmo seja puxado com força.

Para evitar esse tipo de situação, o ideal é que sejam realizados movimentos leves e com uma velocidade menor, lembrando sempre que ao lado existe uma perfuração em cicatrização.

7. Alimentação

7 cuidados ao colocar piercing na orelha 5

Essa é uma dica mais básica, conhecida pela grande maioria das pessoas. Mesmo assim, é sempre importante reforçar o cuidado com a alimentação pós perfuração.

A principal indicação nesse caso é evitar alimentos gordurosos, pois prejudicam diretamente o processo de cicatrização da perfuração. Assim, os principais alimentos que devem ser evitados são:

  • Carne de porco
  • Chocolate
  • Maionese
  • Fast Foods

Além disso, evite também industrializados por um tempo. Em geral, o indicado é que se espere algumas semanas antes de voltar a ingerir alimentos com alto teor de gordura.

Em geral, a colocação do piercing na orelha é uma ação bastante comum e simples, até certo ponto. Dessa forma, alguns cuidados podem passar batido na hora de esperar pela cicatrização e, infelizmente, causar danos sérios a saúde.

Por isso, seguindo as dicas apontadas, o que se espera é uma recuperação completa e sem prejuízos. Além disso, evita que seja necessária a retirada do acessório.

Qual piercing na orelha dói mais

O piercing daith é uma perfuração realizada na cartilagem da orelha, acima do canal auditivo. Perfurar essa área pode levar mais tempo e um dos piercings mais dolorosos, por conta do difícil acesso que o profissional terá para colocar a agulha no lugar certo e também por perfurar uma cartilagem da orelha mais rígida.

Esse artigo te ajudou? Deixe seu voto!

0 - 0

Obrigado pelo seu voto!

Desculpe, mas você ja votou!