O que é BDSM? Como começar a fazer? É seguro?

BDSM é uma sigla, usada para determinar as práticas que envolvem: bondage, disciplina, dominação, submissão e sadomasoquismo. Em geral, apesar de ser sempre levado a esse momento, o BDSM não é apenas para atos sexuais.

Tudo que acontece durante um ato de BDSM deve ser devidamente consentido entre as partes, e os termos de submissão e dominador são decididos entre o casal.

o que é bdsm

Os termos que envolvem a prática podem ser descritos como:

  • Bondage: prática de amarrar o parceiro com técnicas e objetivos diferentes. Em geral, normalmente são usadas cordas, correntes ou algemas;
  • Disciplina: ocorre por meio de tapas ou qualquer ato que envolve impedir a pessoa de realizar algum ato que a deixe feliz ou com prazer no momento;
  • Dominação e submissão: quando seu companheiro ou companheira de fato se submete a você. Ou seja, ocorre aqui os atos de amarrar, mande realizar tarefas, use os acessórios comprados;
  • Sadismo: ocorrência de atos sexuais que causem dor no outro, feito de forma segura e totalmente consentida. Na verdade, é diferente do que se fala por quem não conhece a prática efetivamente;
  • Masoquismo: o inverso do sadismo, é o parceiro que gosta de sentir dor, de ser dominado pelo anterior.
  • Cena: momento em que ocorre o ato do BDSM propriamente dito, assim, pode ocorrer em qualquer lugar, a qualquer momento, consentidamente.

Um ponto importante de ser levantado, é que no BDSM não existe gênero para as posições de dominador e dominado. Aqui, domina quem quer dominar e é dominado quem quer ser dominado.

Além disso, ainda existem os que gostam de realizar ambas as etapas, tendo momentos mais diversos com seus parceiros e um sexo gostoso e diferente.

5 dicas para começar a praticar BDSM

O que é BDSM? Como começar a fazer? É seguro? 1

Muitas pessoas acabam não se aventurando no BDSM por não saber como iniciar, como dar o primeiro passo. Afinal, até hoje muitas pessoas sequer sabem do que se trata.

Por conta disso, começar sempre vai ser a parte mais difícil. E, em geral, cada um sabe o que seria melhor pra si. Mesmo assim, existem algumas dicas que podem ajudar os incitantes a iniciar nesse mundo e gozar muito.

Acessórios

Basicamente, os acessórios são itens obrigatórios para quem deseja praticar BDSM, independente dos itens escolhidos. Em geral, os mais usados são algemas, chicotes ou kits bondage.

Na hora da escolha, é preciso ter atenção para saber com o que você se sentiria confortável de atuar. Ou seja, nada de escolher algo simplesmente por escolher e sequer conseguir usá-lo na hora por medo, insegurança ou falta de jeito.

Além disso, certifique também que os acessórios estão funcionais e sem falhas, principalmente para evitar problemas e constrangimentos na hora. Assim, você consegue escolher itens que sejam bons para seu uso mas que seu parceiro ou parceira também se sentiriam confortáveis.

Conhecimento sobre a prática

O que é BDSM? Como começar a fazer? É seguro? 2

Quando falamos de conhecimento, estamos falando tanto de conhecer o BDSM como um todo, quanto de conhecer as variáveis envolvidas ali no momento.

Dessa forma, você precisa estar em um ambiente conhecido, que você saiba onde pode ir e o que possa fazer, Além disso, conheça principalmente seu parceiro ou parceira, para que tome decisões ciente da reação do mesmo.

Outro conhecimento importante está atrelado ao próprio corpo. Afinal, sabemos que é uma das grandes inseguranças de muitas pessoas. Por isso, conheça seu corpo e como você se sentiria a vontade usando-o para o momento a dois.

Segurança em si

Atrelado ao conhecimento do corpo, é indispensável que você tenha segurança no próprio corpo, que confie em si mesmo (a). Até por isso, é indicado que escolha fazer BDSM com alguém que transmita essa segurança e fazer o homem e a mulher chegar ao orgasmo.

Assim, você se sente mais a vontade e a relação flui de maneira mais leve, sem o clima de tensão causado por movimentos desconfiados. Na verdade, até mesmo sua parceria de sexo deve ser capaz de deixar tudo mais confortável para você.

Atenção

O que é BDSM? Como começar a fazer? É seguro? 3

Quando se está em posição de dominância, é natural querer se deixar levar e simplesmente fazer. Entretanto, o BDSM prega exatamente os atos que vão gerar algum tipo de prazer diferente para o companheiro(a).

Dessa forma, a cada movimento realizado, certifique-se de conferir as reações do outro, de ver como o mesmo está reagindo e como você pode intensificar aquela mesma reação. Além disso, é um item quase que de segurança para ambos.

Por exemplo, você deve estar sempre com atenção para saber se determinado movimento pode ter causado algum tipo de dor ou desconforto. Assim, evita desconfortos de ambos os lados.

As palavras tem poder

Fechando e reunindo todos os pontos citados, temos a chamada palavra de segurança. Aqui, você e sua companhia decidem um termo para determinar que está na hora de parar.

Com isso, deve ser respeitado no momento que for falada, independente de qualquer coisa. Nesse caso, o ideal é que a escolha seja por uma palavra fácil e que não vá se confundir no momento da fala.

Por exemplo, palavras de duplo sentido ou de contextos confusos. Use palavras fáceis e simples de serem entendidas.

BDSM é seguro?

Falando da maior preocupação de todos que buscam saber mais da prática, a segurança no BDSM está pautada em confiança. No mais, a prática em si não influencia nenhuma atitude de perigo ou de agressões.

O que é BDSM? Como começar a fazer? É seguro? 4

Nesse caso, estamos falando apenas de uma alternativa para o sexo convencional, sendo apenas uma outra forma de realizar atitudes a dois. Dessa forma, é possível sim afirmar que o BDSM é uma prática segura, desde que seja algo consentido entre ambas as partes e que ocorra da forma mais confiante para ambos.

Outro ponto importante, é que se trata de algo extremamente possível. Para isso, se faz necessário um bom estudo sobre a prática, os termos, as condições e principalmente as dicas para ocorrer bem.

Lembre-se que no que diz respeito a prática, deve ser feito com as posições e ações que satisfaçam ambos os lados, e não existe uma programação padrão para ser realizada. Em geral, os praticantes aderem algumas posições inovadoras e que realce fetiches dos parceiros.

Mesmo assim, tudo vai depender de muita conversa e determinação entre o casal.

Esse artigo te ajudou? Deixe seu voto!

1 - 1

Obrigado pelo seu voto!

Desculpe, mas você ja votou!