Kombucha: O que é? Como fazer? Para que serve?

Existem diversas receitas tradicionais que são usadas até hoje para ajudar em algum funcionamento do organismo, como o caso da Kombucha. Mas, afinal, o que é a Kombucha e como ela ajuda na saúde?

Por ser uma grande combinação de outras substâncias, é preciso um pouco de cuidado no seu preparo para que se tenha o resultado esperado. Mesmo assim, não é um produto considerado perigoso.

Com composições diversas e uma grande possibilidade de criação por parte de quem vai ingerir, pode ser adaptada a diversas realidades. Com isso, no artigo de hoje vamos falar um pouco mais obre como fazer a kombucha da maneira correta.

Além disso, tratamos ainda dos efeitos colaterais e dos seus principais benefícios.

O que é Kombucha?

De maneira simplificada, o kombucha é entendido como uma bebida composta por chá, leveduras e bactérias. Quanto as bactérias, são chamadas de Scoby, atuando no ajuste do funcionamento do intestino.

o que é kombucha

Em geral, a kombucha é usada para fortalecer o corpo, principalmente o intestino, enquanto oferece ao corpo uma boa quantidade de vitaminas. Dessa forma, acaba ajudando também o fígado e outros órgãos.

Não existe uma receita única para o Kombucha, sendo que pode ser usado todo tipo de chá. Atualmente, o mais usado é o tradicional chá verde. Quanto aos demais ingredientes, o açúcar e o mel são bastante conhecidos.

Efeitos colaterais

Assim como qualquer combinação de sabores, substâncias ou bebidas, a Kombucha também apresenta alguns efeitos colaterais. Normalmente, aparece apenas no seu uso excessivo e sem um controle adequado.

Os principais sintomas de excesso da bebida são os gases e as náuseas, seguidos por fortes dores de cabeça. Além disso, o fígado e o estômago também são diretamente afetados.

Outro ponto importante é se atentar para a composição da bebida, principalmente para pessoas alérgicas e diabéticas. No que diz respeito as contraindicações, os principais grupos são os já conhecidos:

  • Crianças;
  • Gestantes;
  • Mulheres amamentando;
  • Pessoas com problemas nos rins, fígado ou pulmões;
  • Diabéticos.

Tirando esses grupos, a bebida é bastante simples e tranquila de ser ingerida, desde que usada da maneira correta.

Benefícios do Kombucha e para que serve:

Mesmo sendo uma bebida muito popular e muito ingerida hoje em dia, o Kombucha não é exatamente uma unanimidade. Entretanto, estamos falando dos benefícios, ou seja, não existe um consenso sobre tudo que o kombocha faz.

beneficios do kombucha e para que serve

Mesmo assim, existem algumas certezas já tomadas por parte dos cientistas, como por exemplo possuir vitaminas importantes para o corpo. Nesse caso, B2, B6, B12 e B1.

Além disso, existem diversos outros benefícios conhecidos, como:

Além disso, dependendo do tipo de chá usado, podem surgir novos benefícios. Por exemplo, o chá-verde, que estimula o kombucha a melhorar colesterol enquanto reduz níveis de gordura.

Já quando o uso é do chá-preto, o benefício principal é a propriedade de cura para o fígado. Junto a isso, consegue reduzir razoavelmente o índice de açúcar no sangue.

Como deve ser a ingestão

Quando se fala de ter consumo consciente, a primeira dúvida que surge é o que seria esse consumo consciente. Em geral, estamos falando da quantidade de ingestão e da sua frequência.

Por possuir apenas propriedades naturais, a bebida não possui contraindicação para ser ingerida diariamente, desde que em jejum. Além disso, o ideal é que seja antes das refeições.

Kombucha: O que é? Como fazer? Para que serve? 1

Da mesma forma, para quem realizada atividades físicas, o kombucha também pode ser ingerido antes das práticas. Até o momento, não se sabe ao certo sobre a quantidade, mas existe uma boa base média.

O ideal é que não passe de 110 ml por dia, sendo que não pode passar de três vezes no mesmo dia. Nesse sentido, alguns cuidados precisam ser tomados, principalmente para o preparo da bebida.

Para identificar se a kombucha está estragada, basta sentir o cheiro da mesma, visto que quando estiver passada, o cheiro será bem mais forte. Dessa forma, é imprescindível o descarte e principalmente a não ingestão da mesma.

Tirando isso, podemos dizer que a kombucha possui uma ingestão simples e sem maiores complicações. Assim, agora vamos ao passo a passo para fazer a kombucha da forma correta.

Como fazer Kombucha?

A verdade é que a Kombucha pode ser realizada de diversas formas, mas a base em si se mantém para todos esses roteiros alternativos. Sendo assim, os ingredientes principais para o preparo são:

  1. Três litros de água mineral;
  2. Uma xícara de açúcar do tipo refinado;
  3. Chá-preto, em média de cinco unidades;
  4. Uma kombucha SCOBY;
  5. 300 ml de kombucha já pronta;
  6. 1 panela de aço e 1 recipiente com água quente.

Com os ingredientes em mãos, vamos aos passos:

  1. Coloque a água mineral dentro da panela de aço e levar ao fogo para aquecimento;
  2. Adicionar açúcar quando a água ferver e desligar o fogo para adicionar os sacos de chã;
  3. 15 minutos depois, coloque o chá no recipiente de vidro e aguarde;
  4. Colocar os 300 ml de kombucha fechando por completo o recipiente de vidro;
  5. Levar o recipiente até um lugar arejado, sem luzes, por 10 dias;
  6. Geladeira por cinco dias.

No item 4, é importante lembrar que essa vedação precisa ser completa, impedindo qualquer circulação de ar ou exposição. Nesse caso, é uma espécie de proteção para a bebida.

Onde encontrar

Kombucha: O que é? Como fazer? Para que serve? 2

A maior dúvida está sempre em onde encontrar uma kombucha pronta para usar na nova fermentação?

A verdade é que esse não é um trabalho simples, mas também não é um bicho de sete cabeças. Hoje em dia, em redes como o Facebook, é possível encontrar diversos grupos que tratam do assunto.

Em geral, os grupos costumam combinar a entrega de alguma parte da sua kombucha ou da colônia usada. Com isso, fica mais simples a ideia de ter que buscar uma apenas para iniciar o desenvolvimento.

Com isso, a bebida pode ser realizada sem muito problema e possuindo um processo bastante simples.

Esse artigo te ajudou? Deixe seu voto!

0 - 0

Obrigado pelo seu voto!

Desculpe, mas você ja votou!